TC Mover
Mover

Banco Inter oferece home broker gratuito para crescer em investimentos

Postado por: TC Mover em 12/12/2018 às 15:04

O Banco Inter, cuja ação mais do que dobrou desde a sua listagem em maio, está replicando sua exitosa estratégia de varejo bancário na sua plataforma de investimentos: cobre pouco ou nada por alguns serviços para fidelizar sua base.

 

Em evento celebrado hoje na B3, em São Paulo, o diretor-presidente do único banco digital listado no país, João Vítor Menin, disse que a nova plataforma do Banco Inter oferecerá home broker gratuito por qualquer quantidade de ordens, serviços de câmbio e quase duas dúzias de fundos de investimento e de previdência privada. Foi assim que o banco mineiro conseguiu abrir quase 1,4 milhão de contas no ano – abrindo mão da cobrança de taxas de administração – e pode mais do que dobrar esse número em 2019.

 

A plataforma permite que os quase 100.000 clientes do Banco Inter que investem no banco possam comprar e vender ativos de renda fixa como Letras de Crédito Agrícola e Imobiliário, conhecidas como LCAs e LCIs, aplicar em alguns do melhores fundos de investimento ou fazer investimentos em ações e derivativos de ações. Até o momento, pouco mais de 1,5 mil desses clientes têm o banco como custodiante das suas ações.

 

A estratégia, liderada por Menin e Rafael Rodrigues, um executivo vindo da Rio Bravo Investimentos, no momento foca mais em experiência do cliente e escalamento da base de clientes do Inter do que em rentabilidade. Para Menin, o fato que a taxa básica de juros Selic deva permanecer por mais tempo nas mínimas históricas, na esteira de uma inflação baixa e estabilidade macroeconômica, “faz que não haja um outro caminho para a pessoa física ou o investidor de varejo que investir no mercado de capitais”.

 

“Nosso desenvolvimento absorveu muito do que os nossos clientes falam nas redes sociais do banco, o consumidor que sempre teve que lidar com um produto caro. Esse feedback possibilitou que a gente oferecesse uma plataforma acessível e boa para o mercado,” disse.

 

Parte desse custo menor para o cliente também deve vir do fato de que o Banco Inter deseja abdicar da figura do agente autônomo – popularizado pela XP Investimentos e abraçado pela plataforma de investimentos digital do BTG Pactual, disse Rodrigues em entrevista à TC News. “Desintermediar a oferta de produtos é bom, porque você evita conflitos de interesse com os autônomos e termina afinando o produto até conhecer bem seu cliente.”

 

Rodrigues disse que a plataforma usará análise de dados para orientar o cliente o melhor possível. A plataforma deve selecionar o tipo de cliente por montante de capital investido, permitindo oferecer produtos mais customizados, ele disse.

 

Diferentemente dos concorrentes XP e BTG Pactual, que são uma corretora-gestora e um banco de investimentos, o Inter oferece serviços gratuitos pelo seu baixo custo fixo – não tem agências, – que é mais do que remunerado pelo retorno da aplicação dos depósitos dos clientes, os juros cobrados dos empréstimos e as taxas de alguns dos serviços prestados.

 

No evento, Menin anunciou que, na área de seguros e previdência, a plataforma do Inter distribuirá fundos PGBL e VGBL em parceria com a Icatu Seguros.

 

  • O papel PN do Banco Inter avançava 1,51% a R$40,25, acumulando alta de 117% desde o IPO em maio.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis